Análise de Desempenho no Futebol

Escolha um dos canais abaixo para receber conteúdos diários

Receba Informações diárias da Análise de Desempenho no Futebol

8 PASSOS PARA SER EXPERT EM ANÁLISE DE FUTEBOL

Hoje em dia, no futebol, não se pode contar apenas com o olhar experiente de um técnico. Faz-se necessário, ainda, a utilização de ferramentas, como o scout e a análise de jogos.

Isso porque os clubes passaram a investir em estratégias para otimizar os resultados dos times nas competições.

Por isso, contar com profissionais que saibam utilizar esses instrumentos da melhor forma possível tornou-se fundamental para a formação de uma equipe competitiva.

Nesse artigo, apresentamos os passos que devem ser seguidos por todo bom analista. Tratamos, também, da importância da análise de desempenho.

 

O CONCEITO E A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE NO FUTEBOL

 

Conforme o dito anteriormente, a adoção de modelos estratégicos pelos clubes tornou-se um imperativo.

De fato, a implantação de departamentos inteiros dedicados ao estudo analítico de equipes reflete bem essa realidade.

O conceito de tais análises consiste na detecção, por meio de dados estatísticos e subjetivos (não exatos), de pontos fracos e fortes dos times.

A análise quantitativa contribui para o aprimoramento das equipes, na medida em que é capaz de revelar seus pontos fracos.

Além disso, o estudo desses dados pode revelar a relação entre os números obtidos. Um exemplo é quando um número baixo de desarmes vem acompanhado de um número elevado de faltas.

Já a análise qualitativa explora possibilidades em diversas circunstâncias do jogo.

Esses estudos podem ter como foco a equipe para a qual o profissional trabalha ou seus adversários.

No primeiro caso, o objetivo é entender, por meio dos dados coletados e das avaliações subjetivas, o por quê de comportamentos prejudiciais às equipes.

No caso da análise dos adversários, procura-se investigar os eventuais pontos fracos, por meio de um estudo detalhado de seu esquema tático.

Nessas análises, levam-se em conta, também, os pontos fracos e fortes dos jogadores, considerados individualmente.

Esses instrumentos são importantes, também, para que o clube possa fazer contratações mais assertivas.

 

8 PASSOS PARA UMA SUPER ANÁLISE EM FUTEBOL

 

A seguir, listamos 8 passos para que você possa extrair o máximo das técnicas de análise.

1. Planejamento das reuniões: para que as análises sejam bem empregadas é fundamental que toda a comissão técnica esteja alinhada ao mesmo objetivo.

Para isso, é preciso organizar reuniões com todo o corpo técnico e administrativo.

2. Planejamento das estratégias: devem ser feitas reuniões com a diretoria e a comissão técnica, a fim de estabelecer as estratégias a serem utilizadas.

É interessante que essas estratégias sejam claras e objetivas, para facilitar a aplicação nas situações concretas de jogo. 

3. Equipamentos para registro e recolha de dados: os instrumentos a serem utilizados no trabalho devem estar bem definidos. Esteja atualizado em relação a novidades que possam facilitar sua rotina. 

4. Softwares para registro e recolha de dados: o olho consegue captar apenas cerca de 30% dos eventos que ocorrem em um jogo de futebol. Daí a importância do uso de softwares.

5. Análise quantitativa: é importante que você saiba interpretar os dados estatísticos coletados dentro do contexto de jogo.

6. Análise qualitativa: as observações subjetivas devem ser transformadas em táticas, a serem testadas em treinos e aplicadas em jogos. 

7. Transmissão das informações a treinadores e diretoria: todo esse trabalho deve ter um impacto prático. 

É importante procurar saber se a comissão técnica conseguiu absorver o que você queria transmitir.

8. Transmissão das informações a atletas: seja conciso e não utilize vocabulário técnico. O fundamental é o entendimento das informações.

 

A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA PARA O ANALISTA

 

Atualmente, existem muitos softwares que podem auxiliar o trabalho do analista. Com eles, a análise pode ganhar muito em precisão.

Isso porque nossa memória é seletiva e concentra-se nos eventos mais importantes de um jogo.

Os softwares, ao contrário, conseguem computar todos os acontecimentos de uma partida, fornecendo inúmeros dados.

No entanto, eles não podem substituir o trabalho do analista. Os dados em si mesmos são de pouca valia.

É importante, pois, haver um profissional para interpretá-los dentro do contexto de um jogo. 

Além disso, o analista é quem decide quais dos dados coletados pelos softwares serão priorizados.